Já ouviu falar sobre fotografia documental, mas não sabe como se aplica na prática? Então veja abaixo:

 

Dentro do universo da fotografia existem várias categorias de atuação, como a fotografia documental, a fotografia de rua, o fotojornalismo, a fotografia de retrato, fotografia de natureza, fotografia preto e branco e uma infinidade de tantas outras que um fotografo pode se especializar.

E dentro de cada uma dessas categorias ainda existem outros nichos.

Bom, mas para não abrir tanto o leque aqui neste artigo, vamos falar especificamente de fotografia documental e quais os seus campos de atuação, que podem ser fotografia de momentos de uma família, fotografia de viagem, fotografia de determinada influência arquitetônica de uma cidade, de um movimento social, entre muitos outros.

 

ANTES DE TUDO, O QUE É FOTOGRAFIA DOCUMENTAL?

 

Fotografia Documental | elpulpo blog

 

É uma categoria de fotografia que trabalha no registro de um momento.

O conceito de fotografia documental assume, a princípio, o compromisso com a realidade tal como é, sendo fiel àquilo que acontece naquele determinado momento.

Anteriormente a função da fotografia documental estava fortemente ligada ao real, mas hoje pode-se dizer que muitas vezes ela reproduz o real.

Então de certa forma podemos dizer que o conceito de fotografia documental transmutou; antes era a representação da realidade; hoje, é uma expressão da ou sobre a realidade.

Por isso se diz que hoje em dia a fotografia documental carrega muito mais a assinatura do fotógrafo, ele se expressa sobre aquela realidade através da fotografia. O fotografo carrega a possibilidade de ir além do mero registro para tornar-se uma tentativa de reflexão, compreensão e narração daquele momento fotografado.

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE FOTOGRAFIA DOCUMENTAL E FOTOJORNALISMO?

 

Num primeiro momento, muitas pessoas podem pensar que fotojornalismo e fotografia documental são a mesma coisa, mas não. É verdade que ambos os trabalhos têm algumas similaridades, mas são tipos de fotografias com enfoques diferentes.

Acontece que o fotojornalismo tem como principal meta a transmissão clara e objetiva da informação, sem manipulações ou interrupções na ação. É a verdade nua e crua. Uma cobertura fotojornalística tem por objetivo principal levar informar pessoas. Conta a história sem nenhuma preocupação estética ou com protocolos.

Já a fotografia documental possui uma liberdade criativa maior. É possível ter interrupção nos momentos, ter mais planejamento e expressão artística enquanto se desenvolve os registros.

Resumidamente, podemos dizer que o fotojornalismo registra a história tal qual ela é, e a fotografia documental conta a história a partir do olhar do fotografo.

 

COMO APRENDER A FOTOGRAFIA DOCUMENTAL?

 

Fotógrafo Documental | elpulpo blog

 

Hoje em dia existem vários cursos online e presenciais para se aprender um pouco mais sobre o universo da fotografia documental, inclusive tem até cursos de pós-graduação em fotografia documental aplicado por renomadas universidades. Claro que a condução do aprendizado vai muito do olhar de quem está ensinando.

Portanto, sugerimos checar o trabalho dos fotógrafos profissionais que estão oferecendo cursos na área para então se aplicar para um. Analise o portfólio, o estilo de trabalho e temas que o fotografo desenvolveu ao longo da sua carreira para saber se tem interesse para você.

Como já foi dito, existem muitos nichos de atuação dentro da fotografia documental e é importante que você já vá se identificando com algum, caso queira atuar nesse ramo.

Além disso, há uma série de fotolivros de fotografia documental, exposições diferentes e ainda uma infinidade de sites e contas em redes sociais que são verdadeiros catálogos na área.

Hoje em dia, também têm eventos específicos e premiações somente para quem trabalha com fotografia documental.

 

TUDO SOBRE CURSOS, EXPOSIÇÕES, CONVOCATÓRIAS VOCÊ ENCONTRA EM NOSSA AGENDA!

 

A FOTOGRAFIA DOCUMENTAL NA PRÁTICA

 

O que é fotografia documental? | elpulpo blog

 

A fotografia documental pode ser aplicada em várias áreas. Em fotografias de viagem, você pode escolher um tema específico para retratar, dependendo do seu objeto de trabalho, como por exemplo, os vestígios da 2a guerra mundial, ou ainda, se o tema natureza te agrada mais, você pode escolher algo que seja característico daquela região.

Hoje em dia a fotografia documental também está sendo muito usada em registros de eventos sociais, como em fotografia de casamentos e fotografia de família.

Ter um olhar mais verdadeiro sobre essas relações entre pessoas, resulta em um registro fotográfico muito mais emocionante.

O trabalho neste caso vai menos por estética e mais por significado, por contar uma história.

Por isso, hoje em dia tem se buscado muito a fotografia documental para um registro de fotografia de gestante, newborn, fotografia de aniversário e casamento. Essa inclusive é uma área que está expandindo muito.

Caso você queira atuar na área de fotografia documental, tente identificar qual nicho tem mais a ver com você, onde se vê atuando - já que existem tantas possibilidades - e vá atrás de cursos, eventos, coletivos para se aprimorar.

 

Imagens: Dorothea Lange, Vivian Maier, Michelle Spencer

elpulpo